sexta-feira, 21 de dezembro de 2012

quarta-feira, 17 de outubro de 2012

Cimento Queimado e Concreto ou Tecnocimento?



Bancadas e pisos coloridos, com brilho, opacos, escadas e paredes


O cimento queimado é uma das opções de acabamento mais utilizadas nas casas brasileiras. O custo é um dos principais fatores que o faz tão popular: visto que sua composição leva basicamente cimento e areia, está entre as alternativas mais baratas para pisos do mercado. Por sua flexibilidade e durabilidade, pelo aspecto final e pelas várias alternativas de cores e acabamentos, o cimento queimado pode ser visto nas mais simples casas rurais (onde muitas vezes é chamado de vermelhão), e nas mais refinadas residências das grandes metrópoles.

                                                                                                                          


  

      

Uma opção rústica, moderna e econômica. Mas você sabe a diferença entre esses dois produtos??? 
O Tecnocimento nada mais é que a evolução do Cimento Queimado, ele  tem uma aparência mais sofisticada e não necessita de juntas de dilatação, sua secagem é rápida e a manutenção, simples. Já o antigo Cimento Queimado tem um tempo de preparo e cura maior e necessita das "temidas" juntas de dilatação. A verdade é que, não importa se é Cimento Queimado ou Tecnocimento, essa dupla conquista fãs mundo afora por ser um revestimento versátil. Pode ser utilizado no piso, na parede, bancadas, em áreas internas e até externas. Ele fica ótimo se combinado com outros materiais como o ladrilho hidráulico, a madeira, porcelanatos, pedra portuguesa e tijolinho aparente. Mas é bom lembrar que sua instalação não é tão simples, então, contratar um bom profissional para fazê-lo já é um bom começo.  
  

 
 Essas áreas externa são apaixonantes pra quem gosta de ambientes rústicos, tudo sem brilho, com muito bom gosto!!! 



O cimento queimado conquista fãs por ser uma opção rústica, elegante e, ao mesmo tempo, barata. Mas nada é tão simples: para garantir um piso sem rachaduras e outros defeitos, é preciso atentar para algumas dicas, contar com um profissional especializado e ter uma boa receita em mãos. Por isso,reunimos 23 aplicações de cimento queimado, inclusive em combinação com materiais como cerâmica, ladrilho hidráulico e madeira. Há sugestões até como revestimento de bancada e parede! 

Nesta casa de campo, pulou-se a etapa de preparação do cimento. Na receita, que leva cerca de 15 ingredientes, optou-se por minérios de quartzo, mais resistentes que o pó de mármore. A instalação foi igual à dos pisos tradicionais: massa colocada sobre o contrapiso com nata adesiva. Os quadrados formados pelas juntas de dilatação plásticas (altura de 4 mm) têm medidas 1,50 x 1,50 m. Depois de pronto, o cimentado secou durante 15 dias antes de receber uma combinação de produtos de alta resistência, que dão brilho ao piso e prometem durar até 15 anos.
 
 
Uma cozinha em alvenaria, além de bonito é barato!!!


Na entrada desta casa, ladrilhos hidráulicos formam um par charmoso com o cimento queimado. A princípio, a instalação do cimento queimado com Pó Xadrez foi feita a olho, mas não deu certo e um especialista foi chamado para refazê-lo. Ele dá a dica: “O cimento precisa ser aplicado no mesmo dia em que se prepara o contrapiso, pois ambos devem secar juntos”. Ao combiná-lo com ladrilhos, assente essas peças antes, pois é o cimento que dá acabamento ao piso. 

Aqui preparou-se um contrapiso nivelado e chumbou as réguas plásticas de dilatação a cada 1,50 m². Ele espalhou uma massa pastosa de areia, cimento (3:1) e água intercalando os quadrados, que foram nivelados com desempenadeira de madeira até alcançar 3 mm antes da espessura final do piso. Aguardaram-se quatro dias. A uma mistura pronta (Ladripiso) de cimento branco estrutural e pó de mármore, ele acrescentou Bianco diluído em água (1:1) até obter uma tinta, que foi aplicada com broxa sobre a superfície. No dia seguinte, com esse kit pronto e quantidades menores de Bianco e água, fez uma massa quase seca e espalhou-a sobre o piso com desempenadeira de aço. Após uma semana, passou três camadas de resina acrílica Fuseprotec (Fusecolor). Projeto das arquitetas Claudia e Virgínia Pêcego Meyer


Cimento queimado, Laca vermelha e Madeira

                                                           

                       
                            Olha o Cimento na parede!!!!!!

 A receita do piso de cimento queimado desta casa de praia seguiu os moldes tradicionais, levando cimento estrutural branco, um pouco de cimento cinza e areia branca lavada. O toque inusitado fica por conta das juntas: no lugar das conhecidas tiras de latão ou plástico, desenharam-se frisos paralelos, que enfeitam e também permitem a dilatação do material. Como fazer? Além do cimento queimado, repare que o piso exibe placas cerâmicas de 10 x 10 cm, que realçam a superfície e determinam a distância entre os frisos. A equipe do arquiteto começou demarcando a paginação, com barbantes esticados acima do nível do piso. Antes da aplicação da massa de cimento, assentaram-se as cerâmicas no contrapiso. Depois, com o cimento ainda mole, colocaram-se vergalhões de ferro para formar os frisos. As peças foram retiradas antes de a superfície endurecer completamente.
                                                                                                                                                                              

  Existem quase todas as soluções possíveis para utilizar o cimento queimado. 

                                                                                 


O cimento queimado dá um toque especial ao cantinho: ele cobre a parede e esconde os tijolos deteriorados. Sobre as peças de barro aparentes, aplicou-se com brocha uma nata de cimento e adesivo para chapisco. Isso protege o material e evita que esfarele.


                                                 Sobre o contrapiso nivelado, o empreiteiro instalou juntas plásticas de dilatação a cada 2 m². ao kit pronto, composto de cimento branco estrutural, pó de quartzo e pigmento terracota-claro, ele adicionou Bianco diluído em água até obter uma mistura pastosa, como uma massa corrida. Uma dica importante: a quantidade de água influi no tom do piso, por isso o ideal é fazer tudo no mesmo dia. A argamassa foi aplicada com desempenadeira de madeira e alisada com desempenadeira de aço. Cerca de quatro dias depois (cura), removeram-se as imperfeições da superfície com lixa de água nº 220. Lavou-se o piso e, para evitar manchas, passaram-se três demãos de resina acrílica Fuseprotec (Fusecolor). A cada dois meses, o piso recebe cera líquida incolor à base de 
silicone.




Com brilho, sem brilho, com cor ou sem cor e ainda tem como evitar rachaduras!!! É o máximo!!!


                                                                       

Stencil com cimento!!! 

   É uma alternativa muito mais barata que qualquer papel de parede é uma dica ótima para quartos de crianças, salas e outros ambientes. Então, mãos à obra, temos as opções do molde vazado, os moldes são cortados à laser e vêm em uma plaquinha bacana, não lembra nem de perto aquele esquema de recorte na cartolina.

                                                            



                                                          




Não precisa ser exatamente tinta branca sobre o cimento, pode muito bem ser cimento branco e pintar de cinza claro...na verdade tanto faz, vai depender da  cor do cimento. 

                                           




É interessante como usam produtos químicos para fazer os desenhos, com um bom profissional fica divino!!
                                                              
Imita Tapetes e azulejos!!!

   

                                                                                                       
                                                     

Desenhos em stencil são uma idéia para renovar aquele chão já antiguinho,é uma alternativa infinitamente mais barata que a troca do piso completo.

                                                                                               
        


Pra quem já viveu no interior, sabe que é muito comum essas cores fortes nos cimentos e nos fogões a lenha!!! 


                                                                                     
              

                                                                               





Fontes:
http://www.apartmenttherapy.com/painted-concret-93833
http://casa.abril.com.br/materia/va-de-cimento-queimado
http://www.casavalentina.com.br
http://adoroototer30.blogspot.com.br

sexta-feira, 31 de agosto de 2012

Home Office




É muito importante ter um home office bem planejado e decorado, que atenda as necessidades de quem deseja trabalhar em casa!! 








Trabalhar em casa é o sonho de muitas pessoas.
Mas para que a possibilidade dê 
certo, é importante ter um home office  bem planejado e decorado, que atenda as suas necessidades.
Quando não se tem espaço para montar o home office, a criatividade entra em ação.
É muito importante ter um home office bem planejado e decorado, que atenda as necessidades de quem deseja trabalhar em casa!!





Para evitar erros, primeiro pense no conforto. As cadeiras e mesas podem e devem ser bonitas, mas o fundamental é que permitam que seus pés fiquem apoiados no chão e o antebraço na mesa, mantendo a coluna reta ao formar um ângulo de 90° com o quadril. A iluminação deve ser direta para facilitar a leitura.









Nichos, gavetas e prateleiras são bem-vindos, porque facilitam a organização e proporcionam praticidade. Não hesite na hora de dar a sua cara ao local. Distribua com moderação itens de que gosta, como quadros, discos, fotos, esculturas. Clique nas fotos e inspire-se nesses ambientes decorados por nossa equipe de profissionais. Para evitar erros, primeiro pense no conforto. As cadeiras e mesas podem e devem ser bonitas, mas o fundamental é que permitam que seus pés fiquem apoiados no chão e o antebraço na mesa, mantendo a coluna reta ao formar um ângulo de 90° com o quadril. A iluminação deve ser direta para facilitar a leitura.



   
 Com a internet rapida e as conexões sem fio, trabalhar em casa ficou muito mais fácil. Mas para usufruir desse conforto é necessário ter um espaço adequado.  


 Trabalhar em casa é a solução dos problemas de muita gente, e às vezes pode ser até a única opção. Para que o seu ambiente seja funcional, organizado e bem decorado, mostramos aqui alguns de nossos projetos em busca de boas soluções para os cantos de trabalho. Além de apresentar ideias criativas, algumas delas podem ser utilizadas até mesmo nos espaços corporativos de sua empresa, para quem não trabalha em casa. 




Fonte: http://vidaeestilo.terra.com.br
            http://casa.abril.com.br

Imagens: Studio XXI Arquitetura e Engenharia




domingo, 12 de agosto de 2012

Pequenos Jardins



Nos dias de hoje, os ambientes estão cada vez menores. Mas sem dúvida nenhuma, as plantas trazem vida e alegram qualquer local. Que tal algumas dicas de como cultivá-las em pequenos espaços?  
Sabemos que como seres vivos, as plantas necessitam de cuidados para crescerem, florescerem e frutificarem. Assim, além de ter um solo fértil, necessitam de um mínimo de ventilação, luminosidade, rega, adubação, poda e controle de pragas.




                      
Criar composições e valorizar pontos focais cria um jardim interessante e confere destaque à residência.   



Cuidados Necessários

Para que uma planta cresça viçosa, dois cuidados são imprescindíveis: a terra e a drenagem. O melhor é usar terra adubada que vem pronta para ser usada, pois a vegetal pura geralmente forma torrões ou empedra. Para a drenagem, além da argila expandida no fundo do vaso, deve-se colocar uma manta de bidim sobre a argila, retendo, desta maneira, a terra nas raízes das plantas (bidim é uma manta de poliéster que separa a terra da argila, facilitando o escoamento da água). Essa manta é vendida em lojas do ramo. Recomenda-se adubar logo após o plantio, pois a terra nova já vem fertilizada, e repetir a partir do segundo mês. Já a poda deve ser feita quando a planta estiver dando flores ou frutos .


Forrações criam desenhos interessantes (rabo-de-gato combinado com diferentes gramas).


Para que se tenha sucesso na escolha de uma planta, é bom consultar um paisagista que lhe dirá qual a melhor espécie, bem como o melhor espaço ou ambiente para ela. Ele poderá fazer um projeto completo montando um croqui com a descrição das plantas a serem compradas e os materiais que as acompanham, como vasos, cachepôs, instrumentos (regador, tesoura, garfo, pá), etc. O custo do projeto e o de sua execução irão depender do tipo e do porte das plantas, estilo e tamanho do jardim. 


 Quando se conhece a planta adquirida, fica mais fácil o trato da mesma. Algumas precisam mais de sol e vento enquanto outras preferem locais mais sombrios. As plantas de interiores com o tempo tendem a definhar por falta de luz. Por isso, recomenda-se de vez em quando, colocá-las fora de casa, no sol ou trocá-las por outras plantas.

via verde Paisagismo-Campinas-SP


 Sugestões de espécies para: jardins externos, varandas e terraços


1-Azaléia: resiste bem ao sol direto, sua floração ocorre no inverno. É uma planta resistente
2-Buxinho e forrações: ideal para criar formas, como mostrado na imagem acima. É uma planta resistente.
3-Rabo de gato: ideal para forrações, como na imagem do jardim apresentado acima
4-Alecrim: além de ornamental, pode ser usado na culinária
5-Crisântemo
6-Margarida
7-Tagetes: após sua floração, que é exuberante, tende a definhar
8-Copo de Leite rosa claro: prefere locais sombreados e úmidos (mas bem drenados)
9-Copo de Leite amarelo: prefere locais sombreados e úmidos (mas bem drenados)
10-Caladium bronze: prefere locais sombreados e úmidos
11-Orelha de Elefante: prefere locais sombreados e úmidos
12-Dietes Bicolor: chega a 70cm de altura e é perfeita para compor com muros/grades, formando linhas
13-Moraea: semelhante à Dietes Bicolor, distingue-se pela cor da flor
14-Caladium branco: prefere locais sombreados e úmidos
15-Dahlia amarela: em regiões quentes, produzirá flores quase o ano todo
16-Dahlia pompom vermelha: em regiões quentes, produzirá flores quase o ano todo
17-Agapanto azul: muito utilizada em praças, é ótima para jardins com um pouco mais de espaço. Forma grandes touceiras e precisa de sol direto
18-Agapanto branco: muito utilizada em praças, é ótima para jardins com um pouco mais de espaço. Forma grandes touceiras e precisa de sol direto
19-Strelitzia reginae, ou flor do paraíso: precisa de um jardim maior. Produz flores exuberantes.




Sugestões de espécies para: dentro de casa, terraços fechados ou jardins com sombra

1-Palmeira Areca
2-Pata-de-elefante
3-Bromélia
4-Comigo-ninguém-pode
5-Falsa cebola do Mar
6-Trevo de Quatro Folhas: ótimo para vasos e canteiros
7-Sansevieria
8-Bambu chinês da sorte: é uma planta de interior e não deve ser exposta ao sol diretamente
9-Dracena
10-Lírio da paz
11-Avenca
12-Samambaia
13-Mini Amarillis: pode ser plantada em vasos e jardins
14-Amarillis Branca: pode ser plantada em vasos e jardins
15-Freesia Perfumada
16-Rosa do Deserto: lembra um bonsai
17-Orquídea
18-Caladium Multicolor




 




Fonte: http://www.cliquearquitetura.com.br